Saques nas contas inativas do FGTS somam R$ 41,8 bi, 96% do total, diz Caixa



Caixa Econômica Federal informou que já pagou R$ 41,8 bilhões para 24,8 milhões de trabalhadores referentes às contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O montante equivale a 96% do total disponível para saques, de R$ 43,6 bilhões. O dinheiro foi sacado por 82% dos 30,2 milhões de trabalhadores com direito ao benefício.

SAIBA MAIS SOBRE OS SAQUES DAS CONTAS INATIVAS

Tem direito a fazer os saques das contas inativas o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015. O trabalhador não pode sacar o FGTS de uma conta ativa, ou seja, que ainda receba depósitos pelo empregador atual.

Mais de 2,5 milhões de brasileiros têm direito ao saque no último lote, que é dos nascidos em dezembro. O valor total disponível ultrapassa R$ 3,5 bilhões e equivale a aproximadamente 8% do total disponível.

Para quem nasceu em outro período e ainda não fez o saque o prazo limite é 31 de julho. Se o beneficiário não retirar o dinheiro até o prazo final, o valor voltará para a conta do FGTS e ele só conseguirá sacá-lo se estiver enquadrado nas hipóteses que permitem o saque do FGTS, como trabalhadores ou dependentes portadores do vírus HIV; pessoas em tratamento contra o câncer; doentes em estágio terminal em razão de doença grave, ou se ficar pelo menos 3 anos sem receber depósito de empregadores no Fundo de Garantia.

Fonte: G1

 


    2017 © CRA/SP - Todos os direitos reservados. | Sede: Rua Estados Unidos, 889 - Jardim América | CEP: 01427-001 | São Paulo/SP | Tel. (+ 55 11) 3087-3200 / Fax (+55 11) 3087-3256