Notícias

O presidente do CRA-SP, Roberto Carvalho Cardoso, reuniu-se nesta segunda-feira, 11 de fevereiro, com o presidente da Associação Paulista de Municípios - APM, Carlos Cruz, para a assinatura de termo aditivo ao Convênio de Cooperação Técnica – formalizado entre as partes em junho de 2017 – para a  execução do projeto “Gestão das Águas Paulistas”, uma ferramenta administrativa para gestão do uso da água e tratamento de esgoto, nos municípios do estado de São Paulo.

Criado pelo Conselho, com base nos dados do GESAE – Gestão Estratégica de Serviços de Água e Esgoto - desenvolvido pelo CFA com dados disponibilizados pelo sistema do Ministério das Cidades - o projeto possibilita aos municípios o acompanhamento comparativo, por meio de seis indicadores ligados à captação, tratamento, utilização e descarte de águas, no período de 2012 a 2016, de forma a contribuir para a atuação eficiente da gestão no serviço público, no que diz respeito a serviços de água e saneamento.

A assinatura do termo aditivo contou, ainda, com a presença da assessora de Gestão Corporativa de Águas e Saneamento da Rede Brasil do Pacto Global, Giuliana Chaves Moreira, sinalizando o apoio da entidade ao projeto, por sua conformidade com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6 – ODS 6, da Organização das Nações Unidas - ONU, que visa a assegurar a disponibilidade e a gestão sustentável da água e saneamento.  

Para o presidente do CRA-SP, o projeto representa uma contribuição à sociedade e seu impacto social deve ser visto pelas organizações como um estímulo para assumir o compromisso de reduzir o desperdício de água. “Quem tem informação, governa!”, enfatiza Cardoso, cuja opinião é endossada pelo presidente da APM: “Os indicadores do projeto são absolutamente fundamentais para iluminar a pista do gestor e ajuda-lo a levantar voo na gestão das águas do seu município”, finaliza.

Saiba mais sobre o projeto “Gestão das Águas Paulistas” em: