Faça o download do App |
ENCOAD 2019 - Transformação digital e compartilhamento

Como as tecnologias e o comportamento colaborativo podem contribuir para o desenvolvimento de negócios de sucesso.

Alexandre Borin, CEO da Prestus, iniciou sua apresentação na palestra Reaprendendo o trabalho na era da transmissão digital, convocando os presentes para pensarem no que fariam se tivessem uma hora a mais de tempo livre. De acordo com ele, por incrível que pareça, a maioria das pessoas opta por dedicar esse período, também, ao trabalho, ao invés de investir em qualidade de vida. “As pessoas estão cada vez mais produtivas, mais eficientes, então, cabe a nós a reflexão quanto ao que fazer com o nosso tempo livre, especialmente na era da transformação digital, a era da colaboração”, disse.

De acordo com Borin, a sociedade está dividida em dois grupos. De um lado, estão as pessoas que preferem ter seus próprios carros, bicicletas e patinetes. Do outro, pessoas dispostas a compartilhar tempo, recursos, bens materiais e expertises colaborativamente. Para ele, que há 10 anos comanda uma “empresa de compartilhamento de secretárias”, esse grupo mais habituado ao compartilhamento tem como aliada a tecnologia, que contribui para o surgimento de novas formas de organizar atividades cotidianas, tanto no empreendedorismo, quanto em vendas ou outras áreas que estão no topo da lista de prioridades dos administradores.

Como exemplo de eficiência na era compartilhada, Borin destacou a atuação das startups: “Hoje, as startups não desenvolvem seus projetos só com competências internas; projetos são desenvolvidos por meio do compartilhamento de competências com outras startups ou empresas que possam agregar. Isso, porque, embora o Google tenha colocado em nossas mãos, na década de 90, uma ferramenta muito poderosa de informação, com o conceito embutido de que temos que resolver tudo sozinhos, na prática, a busca da eficiência pode e deve ser alcançada por meio da solução de problemas em grupo. Isso economiza tempo, especialmente para empreendedores, que se dedicam tão profundamente ao negócio que, aos poucos, vão ficando sem tempo livre.”

Borin destacou, também, que as técnicas de administração mudaram e que hoje é preciso trabalhar de maneira muito mais eficiente, com colaboração, software e serviços externos, que tornem a empresa, de fato, um sucesso. Já quando o assunto é vendas, Borin indicou ferramentas - que já são uma realidade no mercado - relacionadas à automação de marketing; trabalho remoto; APIs (Application Programming Interface); robôs; inbound marketing, para a geração de leads, entre outras.

Ainda segundo Borin, a influência da atuação colaborativa chegou com força entre os Millennials, que ditam a preferência por serviços alugados, como Airbnb, Uber, entre outros, no lugar de ostentar propriedades. Para o executivo, na era da colaboração, as pessoas querem ser fidelizadas por empresas que as atendam bem e essa relação entre cliente e marca é construída desde a entrega do produto ou serviço, até o pós-venda.

Borin finalizou sua apresentação compartilhando com o público informações sobre inteligência artificial, machine learning e deep learning, com demonstrações de como funciona o mecanismo na prática, por meio do TensorFlow, uma rede neural do Google; e o machine learning da Netflix, que, de acordo com ele, pode ser organizado por meio do Excel.  




Assuntos relacionados com ENCOAD 2019


O conteúdo foi útil para você?    
Faça login para deixar sua opinão
Revista Administrador Profissional - ADMPRO
Publicação bimestral do Conselho Regional de Administração de São Paulo
Todos os direitos reservados.